Pages

Controle de estoque com RFID


O RFID é um sistema que utiliza etiquetas com identificação de radiofrequência, que permitem o controle de entrada e saída de mercadorias, gerenciando o estoque de maneira mais ágil e prática que as etiquetas comuns com código de barras.

Controlar o estoque de uma empresa não é uma tarefa fácil. E para facilitar este controle foram criados vários sistemas tecnológicos que tornavam esta tarefa mais fácil e eficaz, minimizando as falhas e erros.

É comum vermos sistemas onde é possível saber a quantidade de cada produto, controlar a entrada e saída de cada produto, e muito mais. Ao fazer uma compra, um leitor ótico faz a leitura do código de barras, identificando o produto e suas especificações, como preço, tamanho, quantidade, etc.

Atualmente existe uma tecnologia mais avançada, conhecida como RFID, em português, Identificação por Rádio Frequência, que promete melhorar ainda mais este controle de estoque.

O RFID é um sistema composto basicamente por uma antena, um transceptor, uma etiqueta e um dispositivo leitor. A antena da etiqueta transmite a informação, emitindo o sinal do circuito integrado para o leitor, que por sua vez converte as ondas de rádio do RFID para informações digitais.  Estas etiquetas substituem o código de barras e podem ser utilizados em pessoas, animais, produtos, embalagens e diversos outros produtos ou equipamentos.

São várias as vantagens com relação ao código de barras, pois a etiqueta permite, por exemplo, que as datas de validade dos produtos, bem como sua localização, sejam controladas de forma mais segura e eficaz. Também podem ser lidas automaticamente por sensores na saída do supermercado, por exemplo, dispensando o trabalho manual e individual de leitura dos códigos de barras. Sem contar que com as etiquetas RFID é possível evitar erros e diminuir o tempo utilizado para fazer balanços mensais e manuais, pois permite que este seja realizado de maneira automática e instantânea.

Existem dois tipos de etiquetas RFID

Passiva
As etiquetas passivas não emitem sinal de rádio, apenas respondem ao sinal que é emitido pela antena ou coletor de dados móvel com a captura RFID. Normalmente tem suas informações gravadas permanentemente de fábrica, porém algumas são regraváveis.

Ativa
As etiquetas ativas possuem sua própria fonte de energia (bateria interna) para transmitir um sinal sobre uma distância razoável, além de permitir armazenamento em memória RAM capaz de guardar até 32 KB, e seu encapsulamento pode ser feito para resistir a ambientes hostis.

Com o sistema RFID você pode fazer uma contagem mais rápida do estoque, por meio de sinais de rádio. É possível fazer a reutilização das etiquetas, que duram por muito mais tempo. Evita falhas humanas, pois organiza e identifica os produtos por meio de radiofrequência.

Outra vantagem é a frequência usada no sistema RFID que pode alcançar distâncias maiores que um sistema de pagamento via telefone celular, por exemplo.

Trata-se basicamente de uma tecnologia de identificação de produtos por meio de radiofrequência, trazendo mais segurança para o controle de estoque. Gostou da dica? Deixe seu comentário e fique atendo aos nossos artigos semanais.


Conheça também os serviços que a Integrate oferece em nossa Centraldo Cliente.

Carolina Cordoval Melo - Redatora Web - Integrate Software e Technology

Redatora Web pela empresa Integrate Software e Technology especializada em Inbound Marqueting e Marqueting de Conteúdo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário