Pages

O conceito simples da computação em nuvem


A computação em nuvem, em inglês, Cloud Computing, ganhou força em 2008, com conceitos diferentes do que possui hoje em dia.
O conceito da computação em nuvem gerou algumas controvérsias. Mas à medida que as soluções oferecidas pelo mercado foram se consolidando, foram surgindo definições precisas para estabelecer o que é a computação em nuvem.
Hoje a computação em nuvem refere-se a um modelo para permitir a utilização da memória e capacidade de armazenamento e cálculo de computadores e servidores compartilhados e interligados por meio da internet, sob demanda via rede a um agrupamento compartilhado e configurável de recursos computacionais, seguindo o princípio da computação em grade
Complicado de entender não é?! Vamos tentar explicar de uma forma mais simples.
A computação em nuvem é simplesmente a capacidade de acessar arquivos e executar diferentes tarefas pela internet. Esses recursos podem ser rapidamente provisionados, configurados e liberados com um esforço de gerenciamento mínimo e automatizado, promovendo alta disponibilidade.
Anteriormente era preciso instalar em nosso computador, aplicativos para tudo. Se quiséssemos escrever um texto, criar uma planilha, arquivar documentos, e muitas outras funções. Hoje, com a computação em nuvem podemos acessar estes diferentes serviços online
Estes dados se encontram em uma rede e não em seu computador. Isso permite que você consiga acessar seus documentos em qualquer lugar, de qualquer dispositivo com acesso à internet; como o computador, tablete, smartphone, etc.

Vamos dar um exemplo bem simples: Você precisa imprimir um documento que você criou usando o seu computador, mas no momento você se encontra em outro local, distante de seu computador. Com a computação em nuvem, você consegue criar este documento dentro de um servidor, capaz de executar o aplicativo desejado, e mesmo estando em outro ambiente, você acessa este documento dentro deste servidor e pode imprimi-lo de onde estiver.
Mas como isto funciona? Na computação em nuvem, os seus dados não estão salvos em um disco rígido, dentro de seu computador. Estes dados estão disponíveis na web. Um exemplo de um destes servidores é o Google Docs, que permite a criação de diversos modelos de documentos além de armazenamento online. E permite que você acesse estes documentos de qualquer lugar e equipamento.
Justamente por não precisar utilizar o disco rígido de seu computador para armazenar seus arquivos, estes se tornam mais seguros, pois uma das vantagens da computação em nuvem é não correr o risco de perder seus arquivos, caso o computador ou disco rígido seja hackeado ou estragado, além de não exigir que você tenha de adquirir uma máquina com muito espaço de armazenamento, ajudando a economizar na compra de seu equipamento. 

A computação em nuvem pode parecer uma novidade, mas esta tecnologia já vem sendo utilizada há muito tempo. Como, por exemplo, os usuários de e-mail, que podem acessar seus e-mails de qualquer lugar. Basta logar no servidor, em qualquer computador conectado à internet e ler seus e-mails.
O que podemos dizer ao certo da computação em nuvem, é que esta tecnologia permite a realização tanto de tarefas básicas quanto de tarefas mais complexas na internet.
Neste artigo explicamos de forma bem simples o conceito da computação em nuvem, mas existe muito mais para saber sobre a computação em nuvem. Fiquem de olho nos artigos semanais da Integrate e conheças tudo sobre o mundo da web.




Autor(a): Carolina Cordoval Melo

Carolina Cordoval Melo - Redatora Web - Integrate Software e Technology

Redatora Web pela empresa Integrate Software e Technology especializada em Inbound Marqueting e Marqueting de Conteúdo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário